Manifestantes pró-democracia voltaram às ruas em Mianmar nesta segunda-feira (15), mas em número reduzido depois que as Forças Armadas anunciaram o envio de tropas e veículos blindados para reprimir os protestos. "Esta é uma batalha pelo nosso futuro, pelo futuro do nosso país", disse a ativista Esther Ze Naw durante protesto em Rangoon, a maior cidade do país. ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários