A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, está em quarentena após ter sido exposta a uma pessoa que está com coronavírus, disse o porta-voz de Merkel Steffen Seibert neste domingo. Merkel recebeu uma vacina na sexta-feira de um médico que posteriormente teve resultado positivo em teste para o coronavírus.

O porta-voz disse que a chanceler foi informada sobre o teste logo após realizar uma entrevista coletiva hoje anunciando novas medidas para conter a propagação do vírus. A chanceler havia recebido vacina contra infecção pneumocócica.

Seibert afirmou, em comunicado, que Merkel passará por "testes regulares" nos próximos dias e continuará com seu trabalho em casa por enquanto. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

O país proibiu interações que envolvam mais de duas pessoas em espaços públicos. A medida prevê uma exceção para quem mora na mesma residência.

Alternativa à quarentena total adotada em alguns países europeus, a medida foi acertada entre a chanceler federal Angela Merkel e governadores estaduais em conferência por telefone. A proibição ficará em vigor por no mínimo duas semanas.

"Todos trabalhamos para um objetivo vital, ganhar tempo na luta contra o vírus", afirmou Merkel ao anunciar as novas restrições. A chanceler pediu à população "renúncia e sacrifícios", reduzindo ainda mais o contato social para "salvar vidas".