A repressão da ditadura bielorrussa contra opositores ganhou um capítulo de mistério e contradições nesta terça (8): a líder oposicionista que havia sido agarrada na rua e desaparecido após ser empurrada dentro de um furgão na segunda reapareceu na fronteira com a Ucrânia. Segundo o regime, Maria Kalesnikava, 38, foi detida quando tentava deixar o país irregularmente. Para membros da ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários