Shamima Begum, 22, ex-cidadã britânica que aos 15 anos fugiu para a Síria e se casou com um combatente holandês do Estado Islâmico, pediu ao governo do Reino Unido que não a deixe apodrecer no campo de prisioneiros em que vive desde 2019. Ela afirmou que pode ser útil no combate contra o terrorismo do governo britânico, por conhecer as táticas do grupo jihadista para r...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários