A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, alertou nesta terça-feira que há possibilidade de intervenção militar da China na região caso os protestos cheguem a um ponto crítico. "Ainda penso que nós mesmos devemos encontrar soluções, e esta também é a posição do governo central da China", disse Lam em entrevista coletiva. "Porém, se a situação ficar 'tão ruim',...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários