Todos os anos, o solstício de verão no hemisfério norte dá início a uma das atrações mais controversas, e para muitos uma das mais cruéis, da China: o festival de carne de cachorro de Yulin. E neste ano, mesmo com boatos de que seria proibido pelas autoridades, o evento começou com muitas filas. O festival, que termina apenas no final deste mês, provavelmente no dia...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários