Os grupos políticos profundamente divididos da Venezuela fizeram comemorações paralelas no Dia da Independência do país, nessa sexta-feira (5). O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, pediu diálogo e o líder da oposição, Juan Guaidó, denunciou supostas violações de direitos humanos durante o que chama de "ditadura" de Maduro. Me siento orgulloso de nuestra his...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários