Uma emenda aprovada em abril que coloca fim à proibição da prática do aborto na Coreia do Sul entrou em vigor na sexta-feira (1º). Durante os últimos 67 anos, a prática era permitida apenas para vítimas de estupro ou em casos em que a gravidez representasse risco à saúde da gestante. A lei de 1953 foi revista depois de uma médica ser processada por realizar quase ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários