Os desdobramentos da investigação sobre o spyware Pegasus têm trazido à tona a amplitude da rede de espionagem por meio do programa israelense. Os mais de 50.000 telefones invadidos começam a ser ligados a jornalistas, executivos, políticos e outras pessoas públicas. Um dos alvos do sistema do NSO Group foi o líder da oposição na Índia, Rahul ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários