O cardeal australiano George Pell, que chegou a ser o terceiro na hierarquia do Vaticano, foi sentenciado nesta quarta-feira (13) a seis anos de prisão por crimes de pedofilia contra dois menores cometidos há mais de 20 anos. O juiz Peter Kidd, do tribunal do estado de Victoria, detalhou que Pell deverá cumprir três anos e oito meses da condenação antes de pedir ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários