Sete países latino-americanos anunciaram nesta terça-feira (8), seu "firme apoio" ao presidente equatoriano, Lenín Moreno, e rejeitaram "toda ação" do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e seus aliados para desestabilizar o Equador, que enfrenta grandes protestos em meio a altas nos preços do combustível. "Os governos de Argentina, Brasil, Colômbia, El Salvad...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários