Universitários afegãos voltaram às aulas nesta segunda-feira (6), pela primeira vez desde a tomada do poder no país pelo grupo fundamentalista Talibã, em um contexto diferente: com barreiras e estratégias para separar alunos homens de mulheres. No primeiro governo talibã, entre 1996 e 2001, as mulheres foram impedidas de estudar e trabalhar. Agora, sob escrutínio intern...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários