Veterana da cena sertaneja, a cantora e compositora Roberta Miranda sempre disse que o gênero era o nicho mais machista da música. A própria artista foi vítima dele no início da carreira. Ao POPULAR, Roberta contou que, apesar de não conhecer a letra de Vidinha de Balada, reprova qualquer tipo de agressão contra a mulher. Como compositora, ela diz ter sempre procurado s...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários