No sangue Reza a lenda teatral que Bibi Ferreira estreou no palco ainda bebê, aos 24 dias, na peça Manhã de Sol, da companhia em que trabalhava seu pai, o lendário ator Procópio Ferreira (1898-1979). Ela teria entrado no lugar de uma boneca, de última hora, levada no colo pela atriz Abigal Maia, dona da companhia, mulher do dramaturgo Oduvaldo Viana e sua...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários