Por Carlos André Pereira Nunes Neste quarta-feira, 5 de maio, é o Dia Internacional da Língua Portuguesa: a língua em que Camões chorou no exílio amargo, navegando na poesia de Bilac; em que o Mar Salgado foi formado pelas lágrimas de Portugal, tendo valido a pena, porque a alma lusófona não foi pequena, segundo a genialidade de Pessoa; em que um defunto passou a ser...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários