O número não intimida os apaixonados por animais, mas o grupo de oito cães que dividia a casa com Anna Karoline Santos, 16 anos, fazia a estudante torcer o nariz. Até o final do ano passado, ela morava com a avó, uma verdadeira mãe de cachorros, e precisava conviver com o “jeito meloso” da patrulha canina. “Eles viviam atrás de mim, grudados nas minhas pernas, querend...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários