Ao invés de olho e boca, orelhas. No lugar de palavras e imagens, vozes. No audiolivro, formato em ascensão no mercado editorial brasileiro, a leitura ganha novos significados. A fotografia, por exemplo, é substituída por uma descrição e um poema pode ser declamado sob diversas interpretações. O mercado das obras fonográficas caminha paralelamente à febre dos podcas...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários