Metade artesanal. Metade tecnológica. Essa união do tradicional com o contemporâneo é a síntese do novo musical infantil de Luiz Roberto Pinheiro. Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa terá apresentação única na cidade no dia 14 de abril (domingo), às 17 horas, no Teatro Goiânia. 

 
“Tradicionalmente, faço duas sessões abertas ao público na minha cidade, mas esse semestre, em razão da turnê nacional, que passa também por outras cidades do interior de São Paulo, não foi possível conciliar a agenda”, revela o criador da Pinheiro Produções Artísticas.
 
A turnê nacional do musical infantil Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa estreou em março. Começou em Aracaju, Sergipe – “outra novidade no roteiro da minha companhia”, diz Luiz Roberto – e passou por Salvador, Bahia. Depois da temporada goiana, o musical segue para o interior de São Paulo. “Estou feliz, pois recebi convite para apresentar o espetáculo em Campinas e Ribeirão Preto, dois centros geradores de cultura”, fala o diretor, referindo-se especialmente a Campinas, onde fica a Unicamp. A turnê nacional da peça de Luiz Roberto  encerra em Brasília. 
 
O conto árabe Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa é um das histórias fantásticas de O Livro das Mil e Uma Noites, que chegou ao Ocidente em 1704, pelas mãos do escritor francês Antoine Galland (1646-1715). “São textos fascinantes, que, ainda hoje, para nós ocidentais, pertencem a um mundo surreal, que conta com tapetes voadores, lâmpadas mágicas, camelos e outros elementos não tão comuns a nossa cultura”, situa o diretor.  
 
Nos últimos cinco anos, Luiz Roberto diz que investiu em tecnologia na produção dos musicais da Pinheiro Produções. Cenários virtuais, cortinas feitas com lâmpadas de led, canhões de raio laser e animação. “Todos esses elementos arrebatam as crianças da era do computador, por serem altamente visuais, mas eu queria mais. Não estava satisfeito”, descreve o diretor. 
 
Solução artesanal
 
A solução para trazer o mundo das arábias foi bem caseira. “Quando se fala nas aventuras de Aladdin, vem logo à mente o tapete voador. Então, precisava fazer o tapete voar. Sem tecnologia, por meio de uma solução caseira, consegui fazer o tapete, que é também um personagem, levantar voo”, diz o diretor, feliz com o resultado que alcançou.
 
O voo do tapete foi concebido por Onofre Filho, através de um mecanismo com roldanas, molas, rodas e ventiladores. “O tapete é um praticável, que com o efeito do ventilador forma ondas. Um efeito simples, talvez, por isso mesmo, eficiente”, descreve Luiz Roberto Pinheiro. 
 
Pela primeira vez, Luiz Roberto recorre ao teatro de marionetes. “Um charme a mais. É um dos momentos mais lúdicos do espetáculo, que coloca em cena um camelo”, assinala o criador. O camelo é uma criação da aderecista Jane Lemos e o responsável pela manipulação é o ator Marcos Paulo, intérprete do personagem central. 
 
O enredo
 
No mundo dominado por sultões, o jovem de coração puro Aladdin vive nas ruas, e, às vezes, comete pequenos furtos para sobreviver. No palácio, está à entediada princesa Jasmine, insatisfeita com a vida de riquinha. 
 
Em busca de aventura, Jasmine deixa o luxo e acaba conhecendo Aladdin no mercado popular. A atração entre os dois é imediata, embora eles se estranhem num primeiro momento. 
 
Injustamente, Aladdin é preso, acusado de roubo por Jafar, o vilão da história, que sabe que somente o herói rebelde pode despertar o gênio da lâmpada por ter um coração generoso. Acompanhado de Jasimine, Aladdin vive então uma aventura digna de um conto de fadas. Com o diferencial, essa aventura vem das Arábias, com direito a um gênio da lâmpada bem-humorado e um tapete voador e falante. 
 
 
Serviço:
 
Data: Dia 14 de abril (domingo)
Local: Teatro Goiânia, Avenida Anhanguera, nº 67, Centro
Horário: 17 horas 
Ingresso: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira). Assinante de O Popular tem desconto de 50% na compra de dois ingressos
Mais informações: 3225 8886
Espetáculo recomendado para crianças a partir de 3 anos
 
Elenco:
 
Marcos Paulo - Aladdin
Amanda Constantino - Princesa Jasmine
Fábio D’Brito - Gênio da Lâmpada
Jhony Marinho - Jafar
Diego Freire - Sultão
Guilherme de Paula - Voz do tapete
Elenco de apoio: Alexandre Camargo Bastos, Matheus Milhomens, Karyne Marques, Luiz Fernando Euzébio, Fernando Teixeira e Letícia Zanata