A decadência do Teatro Sebastião Pompeu de Pina, em Pirenópolis, pode até passar despercebida atrás dos tapumes que cobrem a área, mas não há um morador sequer que não lamente a atual situação do prédio. Fechado desde 2017, o espaço encontra-se interditado e em péssimas condições físicas. Parte da fachada está escorada, comprometendo toda sua estrutura arquitetônic...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários