Em meio a nomes consagrados, os festivais de música sertaneja costumam escalar artistas novatos na sua programação. É uma oportunidade única para quem está começando na carreira de mostrar o talento para uma multidão. Em 2012, por exemplo, o cantor Israel Novaes era um ilustre desconhecido em meio a artistas populares na primeira edição do Festival Villa Mix em Goiânia. A apresentação foi determinante nos rumos da carreira do jovem.

"Todo primeiro contato com um grande público assusta. Você sente uma pressão. Naquele dia estava nervoso. Eu tinha uns cinco meses de estrada e pouca experiência de palco, mas foi o meu batismo profissional. Quando o cantor passa por isso, ele se prepara para tocar em qualquer outro lugar", lembra Israel. Ele abriu a festa para nomes como Jorge & Mateus e Gusttavo Lima. Aos artistas novatos é reservado o pior horário, mesmo assim é uma grande oportunidade.

O artista novato geralmente sabe que aquela multidão presente não veio por causa dele, mas para os shows dos cantores consagrados. A estratégia é aproveitar a vitrine para conquistar o próprio espaço no mercado. Se tiver uma música de trabalho forte é o momento certo de cantá-la uma, duas e até três vezes para massificar na cabeça do público. Em alguns casos, são nesses festivais que são distribuídos CDs e DVDs aos visitantes. Funcionam como um cartão de visita.

Quem também passou pela experiência de encarar um mar de gente no início de estrada foi a dupla Mateus & Kauan. Em 2011, com menos de cinco meses de trajetória, os irmãos tocaram no palco do Festival Caldas Country, um dos mais importantes e badalados no meio sertanejo nacional. Eles foram apresentados no palco principal da festa tocando músicas autorais e o tema do evento, Até o Amanhecer, composto pelos cantores especialmente para a ocasião.

"Foi o pontapé inicial para nossa dupla acontecer no cenário nacional. É um fato raro no meio você estrear em um palco consagrado. Tem muita gente que até hoje lembra daquela nossa apresentação. Foi um show inesquecível, um dos mais importantes até hoje da nossa vida", comenta Mateus. "Naquela época não conhecíamos ninguém, éramos fãs de todos os artistas escalados na noite", recorda Kauan. Os cantores também fizeram a abertura da festa.

A porta aberta no início da carreira da dupla foi bastante aproveitada. Mateus & Kauan saíram do anonimato e se tornaram uma das duplas mais famosas e rentáveis do gênero, com inúmeros sucessos na discografia, parcerias pontuais, como com Wesley Safadão, e também como uma máquina de hits nas vozes de outros artistas. Cristiano Araújo, Jorge & Mateus, Jads & Jadson, João Neto & Frederico, Michel Teló, Gusttavo Lima e Luan Santana todos beberam da fonte goiana.