Aviso: Essa resenha de um documentário sobre o palavrão faz o uso indiscriminado de palavrões. Caso você seja sensível a termos como “foda”, “caralho”, “merda”, “xoxota”, “pau” e “puta”, recomendamos que pule o texto. Quando eu tinha uns 13 anos, fui recriminada pela minha mãe por dizer a palavra “merda” na mesa do almoço. Como acabava de entrar na fase infernal da...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários