Em busca de alternativas para sair da crise ante a pandemia, o produtor cultural Hélio Martins, da Cia. Flor do Cerrado, tratou de criar o projeto Ingresso Solidário. A ideia é simples, mas tem quebrado um galho dos trabalhadores da cultura: colocar à venda ingressos antecipados, que serão válidos por um ano a partir do retorno das atividades do grupo. “As con...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários