A advogada Taisa Machado, de 33 anos, já tinha ouvido “falar por alto” no “hormônio do estresse”, como é mais conhecido o cortisol. O que ela não imaginava é que a substância secretada em situações de perigo físico ou psicológico (por isso o apelido) poderia também estar sabotando sua rotina de dieta e exercícios físicos. “Vi que, apesar dos meus esforços, os r...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários