Quando se trata de implementar uma alimentação saudável, a resistência inicial é grande, pois, na maioria das vezes, o foco está voltado para restrição de alimentos saborosos e prazerosos em prol de alimentos tidos como “sem graça”. Em primeiro lugar, você não precisa abrir mão dos alimentos que ama. Em segundo, a base alimentar mais natural pode ser muito saborosa e proporcionar prazer também. Além disso, à medida que se introduz esses alimentos, a necessidade de comer outros menos nutritivos automaticamente diminui.

Vou trazer uma passo a passo aqui para que você consiga finalmente transformar seus hábitos de forma leve e prazerosa. Vamos lá? Focarei no consumo de frutas, verduras e legumes, pois percebo que é a maior dificuldade das pessoas e sabemos que são alimentos essenciais para nossa saúde.

Passo 1: faça uma lista dos alimentos dos quais gosta, mas que não costuma comer de cada um dos grupos citados e inicie por eles. Escolha o melhor momento para introduzi-los no seu dia a dia.

Passo 2: faça uma lista com os alimentos que não gosta ou não gostou da primeira vez que comeu, selecione um por semana e introduza-o de uma forma diferente e prazerosa. Lembre-se que a ideia é se abrir para experimentar sem julgamentos ou dar uma nova chance. Caso continue não gostando, não tem problema; afinal, somos um país privilegiado e opções não vão faltar. Você não precisa comer todos, mas sim manter uma boa variedade (cores diferentes), pois assim maiores serão os benefícios.

Passo 3: pesquise pelo menos duas receitas na internet para cada um dos escolhidos. Assim você dará mais chances a ele antes de desistir. Inclusive, você pode buscar receitas que incluem mais de um tipo desses alimentos, facilitando o processo. Lembre-se de que, além da praticidade, o sabor é um fator importante. Anote ou salve as receitas favoritas e deixe sempre à vista para não esquecer.

Passo 4: nós comemos com os olhos! Por isso, capriche na finalização do prato (não precisa ser master chef), basta servir-se como se fosse receber uma visita em casa – escolha uma louça bonita, por exemplo. Outra dica é que, quanto mais colorido estiver, mais apetitoso parecerá aos seus olhos. Eu sei que nem sempre terá tempo para caprichar, mas você pode deixar os alimentos pré-preparados para a semana para facilitar. Verduras (folhas) podem ser higienizadas e armazenadas em potes de vidro ou colocadas em potes separadas com camadas de papel toalha. Legumes podem ser picados e congelados, assim como as frutas.

Passo 5: perceba e enumere os benefícios para sua saúde. Afinal, só conseguimos mudar e manter hábitos quando “ganhamos algo” em troca. Observe ganhos como disposição, melhora no sono e humor, saúde intestinal e até mesmo melhoras estéticas como cabelos, unhas e pele.

IP12>Uma alimentação saudável não é baseada em exclusão dos seus alimentos favoritos, mas sim da introdução de alimentos mais naturais e de forma prazerosa e, claro, do equilíbrio entre eles. Comece aos poucos sem buscar a perfeição. Um hábito saudável puxa outro – apenas inicie e deixe fluir...