Numa das cenas do documentário Sérgio Mendes no Tom da Alegria, o músico brasileiro radicado nos Estados Unidos desde 1964 grita “a arte do encontro”, com um sorriso aberto no rosto. Não há dúvida - encontros memoráveis e criativos ocupam boa parte da vida do pianista, compositor, bandleader, arranjador e produtor de 80 anos.O documentário está disponível n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários