“Os índios, nus, pintados de urucum, jenipapo e fuligem de carvão, se acercaram de Getúlio, curiosos, quando ele desceu do pequeno Lockheed e pisou na pista de pouso da Ilha do Bananal”, descreve Lira Neto, o biógrafo do ex-presidente, no segundo volume da obra Getúlio, ao relatar a visita do líder político a Goiás em 1940, dando impulso definitivo à chamada Marcha para ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários