A Sala 3 acaba de ter um plano de trabalho aprovado pela Lei Goyazes, mecanismo estadual de fomento à cultura. Batizado de “Sala 3 15”, o projeto foi criado em comemoração ao aniversário do grupo e prevê a realização de workshops de dramaturgia para os 30 integrantes da companhia. A intenção é estimular a produção cênica e fazer com que os atores sigam o exemplo da atrizes do grupo Aline Isabel e Andreane Lima, escrevendo textos que darão origem a espetáculos futuros.

Altair adianta que o projeto, com lançamento previsto para o próximo dia 27, terá 12 meses de manutenção. A programação contempla também uma oficina aberta para a comunidade e para integrantes de outros grupos teatrais da capital, além da montagem de espetáculo inédito. Também está nos planos da Sala 3 lançar um novo site, uma revista e apresentar, em noites seguidas, a trilogia rural de Federico Garcia Lorca. Na opinião de seu diretor, Altair de Sousa, uma experiência única.