“Querido amigo: meu nome é Giovanna, tenho 7 anos e estudo na Escola Municipal Eli Brasiliense. Gostaria de te agradecer pelo livro e dizer que vou ler ele todos os dias. Um abraço e um beijo.” O trecho, retirado de uma das cartas escritas para o projeto Ciranda Literária Pública de Goiânia, justifica, em diferentes níveis, o esforço de quem está por trás da iniciativa. ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários