Parker falou, vinho parou

Quem já assistiu a qualquer jogo de futebol com amigos, sabe que as diferenças entre nós e os críticos são o conhecimento e a profissionalização. E, com ela, a repercussão que as ideias expostas podem passar a ter. Se um Bolívar fala algo, ninguém ouve – já um Tostão, um Kfuri,…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários