Os muitos livros vão diariamente para dentro da mochila. Mas a estudante Roberta Luise Metsavaht Domingos, de 16 anos, desde março não vai para a escola. A mochila virou substituta dos halteres na hora de malhar em casa, onde cumpre à risca as regras do isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus. A jovem, que sempre gostou de praticar atividade física, r...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários