Quem conhece Goiânia, sabe bem: derrocadas de regiões que parecem promissoras como há pouco ocorreu no quadrilátero gastronômico do Setor Marista são recorrentes. Há quem acredite que seja parte da dinâmica da cidade, associada ao gosto cultural do goianiense pela novidade. Mas há também quem aponte falhas nos planejamentos de autoridades e empreendedores.Para o presidente da Ab...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários