Há dez anos, acessar um site, visitar uma galeria on-line, ter contato com artistas e comprar obras de arte parecia maluquice de gente “prafrentex”. Uma década depois o mercado mundial de arte caminha a passos largos por fronteiras digitais. A Plus Galeria, projeto iniciado em Goiânia em 2010, foi um dos primeiros espaços brasileiros que previu a transformação...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários