Susan Sontag, uma das intelectuais mais respeitadas e influentes dos Estados Unidos no século 20, foi a responsável por fazer o prefácio da primeira tradução do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, publicada por lá na década de 1950, tempo em que o Brasil tinha grande penetração na cultura norte-americana – vide o sucesso da bossa nova....

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários