Ela leva a peste para o território inimigo, usa palavrões para se referir ao ato sexual, carrega na ironia ao falar e se arrepende de matar os próprios filhos – mas ao mesmo tempo sofre terrivelmente de amor por um homem que a traiu e tem por objetivo estabelecer a paz no mundo ao enfrentar um déspota. “Essa Medeia fala mais do que nunca deste tempo atual, fala da p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários