Voz, violão e emoção. Diferente de tudo que já fez na carreira, o sertanejo Michel Teló se desconectou de canções dançantes e de refrões chicletes para falar de momentos simples e únicos da vida no novo disco, Pra Ouvir no Fone. Nada de sofrência, pisadinha ou balada, o cantor mergulhou no sertão numa sonoridade que lembra Almir Sater, Renato Teixeira e Victor &a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários