Quem vê fotos da época em que Tereza Luiz de Freitas, 65 anos, se mudou para a casa onde vive desde o início da década de 1980 nem acredita que o quintal colorido abrigava apenas um abacateiro doente e um pé de manga já condenado. A paixão pela natureza fez a aposentada vislumbrar ali um oásis particular. Não demorou, ela colocou as mãos na massa e plantou cada uma das mu...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários