Alívio e esperança. Esses foram os sentimentos dos músicos da Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) depois da assinatura de contrato emergencial de seis meses para o início da nova temporada. Exonerados desde setembro do ano passado por determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que constatou irregularidade no regime anterior de trabalho, os 50 artistas e...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários