Cineasta por trás de filmes com temáticas gays, como Mr. Leather (2019), Sr. Raposo (2017) e Vento Seco (2020) – este, exibido em fevereiro no Festival de Cinema de Berlim –, o goiano Daniel Nolasco é um entre diversos realizadores brasileiros que se autoafirmam “diretores de filmes LGBTQ” ou “cinema queer”. “O dia em que nós vivermos em uma sociedade que não é heterocentra...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários