Quem vive no Cerrado sabe bem que as pequenas flores amareladas da caraíba são indicação segura de solo fértil. Onde a árvore cresce, tudo mais prospera. Foi sob a sombra de uma delas que o escritor goiano Bernardo Élis fez a escritora e artista plástica Maria Carmelita Curado, sua segunda mulher, prometer que não iria se desfazer do sobrado em estilo suíço onde ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários