Por onde passa, depois, é claro, de citar Jodacil Damaceno e João Pedro Borges, o violinista Guinga conta que seu grande professor de música foi o rádio. Por meio do aparelho, o menino que cresceu no bairro de Jacarepaguá – o mesmo onde viveram nomes como Pixinguinha, Jacob do Bandolim e Candeia – conheceu o jazz, a bossa nova e a seresta. Mas a verdade é que ao...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários