Em meio a discussões acaloradas sobre o modelo convencional de consumo, poucos nomes inspiram o mundo da moda de forma tão certeira quanto o de Vik Muniz. O trabalho do artista plástico, conhecido por enxergar luxo no lixo, já serviu de fio condutor, por exemplo, para Louis Vuitton que, em 2010, lançou lenços com a estética engajada do brasileiro, e para a estilista F...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários