Existem duas imagens-chave (que poderiam ser chamadas metonímicas) em O Conto das Três Irmãs (disponível no Now e no Vivo Play) - o escorpião e a estrada. A estrada é a que abre o filme. O espaço se abre a nossa frente. Lembra filme de Kiarostami por alguns instantes. Mas logo o trajeto não é só algo que está lá, é um signo. Nós nos damos conta assim que vemos o rost...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários