A exposição com obras do artista plástico Siron Franco no Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC), no Centro Cultural Oscar Niemeyer, transformou-se numa verdadeira novela. O primeiro capítulo foi em fevereiro, quando o secretário de Cultura, Edival Lourenço, fez o anúncio. Pouco tempo depois, foi adiada para 2020 e mais tarde garantida ainda em 2019 na reabertu...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários