Com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Nem a Morte nos Separa, do Grupo Solo de Dança, vai ser encenado em seis espaços públicos da cidade. Para os artistas, apresentar fora do teatro tem gosto especial. “O que temos na rua é um estado de tesão do início ao fim. Pode ser um cachorro que late, um carro de som que passa, um pedinte que adentra a cena. Muitas...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários