Ela nunca mais teve uma noite de sono tranquila. Com apenas 10 anos, o filho mais velho da advogada Liliane Costa, de 50 anos, praticou automutilação, fazendo cortes pelo próprio corpo. Uma severa depressão fez com que pensamentos suicidas atormentassem a vida do rapaz e da família por longos quatro anos. “O momento mais difícil foi quando entendi que a depressão...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários