Os movimentos populares que chacoalharam o Chile no final do ano passado revelaram uma revolta anunciada – uma grande parcela da sociedade, inconformada com as desigualdades sociais, explodiu em protestos generalizados. O escritor chileno Alejandro Zambra, um dos mais importantes da atual literatura latino-americana, acompanhou os eventos com uma certa convicção: a de que...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários