Foi em busca de manter os pés no chão e de rememorar as raízes que o músico Marcelo Jeneci, 37 anos, transformou seu novo disco, Guaia, numa ode a Guaianases, bairro da periferia de São Paulo. O álbum, em edição do selo Slap, também faz uma viagem até o Nordeste, em Pernambuco, de onde sua família saiu, por meio de uma sonoridade que incorpora ritmos populares....

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários