O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Cultura (Secult Goiás), divulgou nesta quarta-feira (11) a programação completa da 21ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2020). Em formato totalmente online, o evento deste ano terá em seu roteiro mostras competitivas, oficinas, palestras, mesas de debates e laboratório audiovisual.

O festival deste ano será realizado de 16 a 21 de novembro. Neste formato digital, motivado pela pandemia de Covid-19, o público poderá, no decorrer de uma semana, acompanhar exibição de mostras de filmes (pela plataforma Vimeo), e participar gratuitamente de uma série de oficinas, mesas e palestras sobre cinema e meio ambiente, com renomados nomes do cenário audiovisual, pelo YouTube da Secult Goiás.

O Fica 2020 recebeu inscrições de 331 filmes, de 17 países. Do Brasil, foram 226 participações, sendo 198 curtas e 28 longas. Pela 17ª Mostra ABD Cine Goiás, foram 82 curtas goianos.

Ao todo, foram escolhidas 37 películas, sendo 24, da Mostra Competitiva Washington Novaes, e 13 curtas, da Mostra ABD Cine Goiás, que vão concorrer a R$ 132,5 mil em premiações que variam de R$ 2 mil a R$ 7 mil.

O cronograma de atividades preparado para o primeiro dia do festival inclui a cerimônia oficial de abertura, que ocorrerá às 8h30, no Cine Teatro São Joaquim, na histórica Vila Boa, palco das 20 edições do Fica, além de homenagens ao jornalista e ambientalista Washington Novaes, e aos cineastas José Petrillo e Fifi Cunha, que dão nome à premiação do festival.

Confira a programação completa.