Eles se conheceram há anos, foram vizinhos e posteriormente moraram juntos, trabalharam e dividiram composições, palcos e até memórias afetivas dos últimos 20 anos de atuação como um dos grandes nomes da música brasileira. Trio de ouro, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença lançam neste mês o disco e o DVD Grande Encontro: 20 Anos, rememorando as músicas já conhecidas pelo público, desde quando o hit Morena Tropicana tornou-se indispensável nos bailes do interior do País.

“No momento em que estava sendo decretado o AI-5, em 1968, eu e Alceu Valença realizávamos uma apresentação em Goiânia. Lembro como se fosse hoje de todo o período da ditadura militar”, conta Geraldo, que ainda reapresenta no álbum especial a canção Só Depois de Muito Amor, que fez parte do disco de estreia de Geraldo e Alceu, Quadrafônico, de 1972. “É um momento de celebração de 20 anos de carreira junto a esses dois artistas da cultura brasileira.”

Grande Encontro: 20 Anos trata de três shows em um, pautado por uma espécie de retrospectiva aos diversos discos e shows produzidos ao longo das últimas duas décadas e homenagens aos grandes nomes da música nordestina. Com uma proposta reformulada e diferentemente do primeiro formato do projeto, gravado em 1996, o álbum agora está mais pop e com uma releitura arrojada, cenografia de palco maior e, ao contrário do formato original de versões acústicas intimistas, baseadas unicamente no violão, o espetáculo agora é sonorizado pelas percussões e instrumentos elétricos.

Com agendas diferentes, o trio já apresentou o show em diferentes cidades do País, como São Paulo, Campina Grande, João Pessoa e Salvador. Em agosto, Elba e Geraldo realizaram uma apresentação no encerramento do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), na cidade de Goiás. Diferentemente do Grande Encontro, o espetáculo era um especial trabalhado pelos dois de forma conjunta desde o ano passado. Os músicos agora se preparam para o show de réveillon na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. “É hora de abraçar meus dois amigos e comemorar estes 20 anos de muito aprendizado e música”, conta Elba Ramalho.

Saudosismo

Como um resgate à trajetória dos cantores, o disco faz uma retrospectiva nas variedades sonoras que Alceu, Elba e Geraldo realizaram ao longo de suas carreiras individuais, com músicas acústicas, elétricas, focadas na originalidade de cada artista. “Neste novo formato, nos apresentamos em trio, duetos e solos. É um show mais que completo, três em um, para agradar todos que nos prestigiaram nos últimos anos”, conta Elba.

No repertório, músicas como Táxi Lunar, Dia Branco, Anunciação e Belle de Jour criam uma espécie de saudosismo de quando as canções foram lançadas originalmente. A proposta é que as pessoas acompanhem os trechos e sintam-se em outro show já apresentado pelo trio. “São canções atemporais e que brincam com o tema do amor, da conquista, da cultura popular. Elas estão em todos os shows, que fãs antigos e novos ouviram e ainda ouvem com a mesma intensidade de quando foram criadas, na década de 1970”, lembra a cantora.

No show original do Grande Encontro, que virou disco em 1996, o músico Zé Ramalho também participa, mas acabou não entrando dessa vez, apesar de suas canções estarem também no repertório, junto às de outros grandes artistas do Nordeste. “Há uma espécie de frustração de não ter o Zé neste revival do espetáculo. Por motivos pessoas, ele não quis participar dessa vez”, confessa Geraldo.

CD/DVD: Grande Encontro: 20 Anos
Artistas: Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho
Preço: CD a R$ 24,90, DVD a R$ 32,90 e kit CD duplo + DVD a R$ 64,90