Em 1959, quando já contava seus 44 anos de idade e havia construído uma carreira sólida como tradutor e redator em diversos veículos de comunicação de importância (Tribuna da Imprensa, O Globo, Jornal do Brasil, BBC), José J. Veiga decidiu estrear na literatura. E foi com um volume de contos chamado Os Cavalinhos de Platiplanto, em que promove um mergulho no pr...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários